segunda-feira, 3 de abril de 2017

"Face Bronca"!


























Ao se deparar com o "reclame" do ex-prefeito Carlin Moura (PCdoB), de que o tucano Alex de Freitas — seu sucessor na prefeitura — estaria se apropriando de realizações do seu governo, no caso, o recapeamento de 14 quilômetros da via expressa (trecho que atravessa o município), o economista José Prata, militante do PT e esposo da deputada estadual Marília Campos, não se conteve.
Com o título "provando do próprio veneno", Prata publicou, em sua página do Facebook, texto propondo uma auto-crítica aos comunistas: "Carlin e seus apoiadores, que agora se mostram indignados, fizeram até pior com a ex-prefeita Marília Campos. Dezenas de obras em andamento, como a Maternidade e a UPA JK, foram indevidamente apropriadas pelo comunista, como sendo obras exclusivas de sua gestão.

A matéria também explicou que, em fevereiro desse ano, o Ministério Público encaminhou novo ofício à Prefeitura de Contagem, explicando "que a não cobrança do IPTU, por parte do novo prefeito Alex de Freitas, poderia ser entendida como crime de improbidade administrativa”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem perde, perde.

O vereador Daniel Carvalho (PV) se reelegeu para a presidência da Câmara Municipal de Contagem, na última terça-feira (27). Na com...