quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Após divulgar pesquisa falsa, Carlin veta divulgação de pesquisa verdadeira



Numa trapalhada ao estilo “comédia-pastelão”, o prefeito Carlin Moura (PCdoB), candidato à reeleição, disparou do seu Whattsapp na manhã do último domingo (23) dados de uma pesquisa falsa para centenas de militantes a apoiadores, que por sua vez replicaram o conteúdo enganoso a seus contatos. Alguns até publicaram em suas páginas do Facebook. Com isso o errou levou a centenas de pessoas a cometer o crime eleitoral de divulgação de pesquisa falsas ou não registradas, o que tem multa prevista de até R$ 53 mil reais.  

A pesquisa falsa que foi divulgada levava o nome do Instituto Veritá e tinha alguns itens determinados pela legislação eleitoral, como o nome do instituto contratado, o número de registro no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG), número de entrevistados, período em que foram feitas as entrevistas, margem de erro e grau de confiabilidade. Os dados, entretanto, são todos falsos.



O próprio Instituto Veritá desmentiu a autoria da pesquisa em sua página no Facebook. Na publicação é utilizada a imagem da pesquisa divulgada e o alerta de “que as informações são inverídicas e não condizem com o trabalho realizado pelo instituto”. A confusão também foi noticiada pelo jornal Hoje em Dia. 




Na segunda-feira, entretanto, o juiz da 93ª Zona Eleitoral, Haroldo Dutra Dias, publicou decisão que atende o pedido de impugnação da pesquisa do Instituto Veritá, feito pela Coligação é Assim que se Faz, do candidato Carlin Moura, essa sim, devidamente registrada no TRE-MG sob o número 00065/2016.

O jurídico da Coligação Contagem para o Futuro, do candidato Alex de Freitas, entrou com representação pela divulgação da pesquisa falsa contra Carlin Moura, o candidato derrotado Domingos de Castro (PPL), atual apoiador do prefeito, e alguns militantes.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

O dia que Aécio Neves “tucanou” Alex de Freitas

Ninguém entendeu a gigantesca participação do PSDB Minas, destacadamente dos quadros de Belo Horizonte, na composição do governo...