terça-feira, 20 de setembro de 2016

Moradores da Ocupação Guarani Kaiowá tentam ocupar comitê de Carlin Moura


























Cansados de promessas, os moradores da Ocupação Guarani Kaiowá tentaram invadir na manhã dessa terça-feira (20) o comitê central da campanha do prefeito Carlin Moura (PCdoB), que fica na av. João César de Oliveira — onde funcionava a Faculdade UNA.

“Tem quatro anos de ocupação Guarani Kaiowá e quatro anos de governo Carlin. O que ele fez por nós? Agora é muito fácil ele ir lá e pedir voto a cada morador falando que está nos ajudando, quando não está nos ajudando. Nossas crianças estão na rua e cadê Carlin?”, desabafou uma das manifestantes.

Em 2013 cerca de 200 famílias sem moradia e em situação de vulnerabilidade social começaram a ocupação Guarany Kaiowá em uma área situada na região da Ressaca.

Segundo uma das manifestantes, a ocupação será despejada. “Nós estamos lutando pelos nossos direitos que foram roubados. Nossa ocupação está com ordem de despejo. Carlin entrou na negociação, fez sacanagem com a gente e fala que a nossa ocupação está ganha, e não está. Se eu sair daqui não tenho para onde levar meus filhos, sou mãe de três crianças e não tenho para onde ir, assim como vários moradores aqui”, disse.

Em negociação com os manifestantes, o advogado campanha, Fabrício Aires, conseguiu uma audiência para que uma comissão formada por seis representantes da ocupação fossem recebidos pelo prefeito.

De lá a ocupação seguiu para a porta da prefeitura.

Em 2014, cerca de 80 moradores da Ocupação Guarani Kaiowá ocuparam a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação




Depoimento dos manifestante na porta do comitê


Nenhum comentário:

Postar um comentário

O dia que Aécio Neves “tucanou” Alex de Freitas

Ninguém entendeu a gigantesca participação do PSDB Minas, destacadamente dos quadros de Belo Horizonte, na composição do governo...