quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Justiça Eleitoral manda Carlin retirar programa sobre a Nova Maternidade





O Juiz da 91ª Zona Eleitoral, Vinícius Miranda Gomes, mandou suspender, na última terça-feira (20) a exibição do programa do candidato Carlin Moura (PCdoB), feito dentro do prédio da nova maternidade municipal. O pedido foi feito pela Coligação Contagem para o Futuro, do candidato Alex de Freitas (PSDB).  

Na petição os tucanos denunciam que o atual prefeito gravou o programa utilizando espaços públicos e agentes públicos — de forma indevida — desequilibrando a disputa em razão da vantagem do acesso que aos demais candidatos seria restrito.

O juiz acatou o pedido e determinou a imediata suspensão da veiculação da propaganda no horário eleitoral gratuito, exibido pela Rede Record, e a remoção do vídeo das redes sociais.

Na decisão, o juiz aponta que após assistir o programa, constata a existência de pelo menos duas irregularidades. “A primeira, a gravação dentro do hospital, de áreas reservadas aos profissionais e pacientes, como sala de parto e sala da administração”.  

“Em segundo plano”, continuou o juiz, “a entrevista a agentes públicos, com crachá e dentro da sala de parto, pelo menos no primeiro citado, a princípio, no horário de trabalho”.

O vídeo gravado pelo atual prefeito era uma tentativa de responder ao programa exibido pelo candidato Alex de Freitas, que conseguiu entrar no prédio da maternidade, inaugurada no mês de maio, e mostrar um andar inteiro vazio, sem leitos ou equipamentos hospitalares.O programa teve grande repercussão. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem perde, perde.

O vereador Daniel Carvalho (PV) se reelegeu para a presidência da Câmara Municipal de Contagem, na última terça-feira (27). Na com...