quarta-feira, 10 de agosto de 2016

Por que Rodinei agora é o candidato, e o Irineu o vice?




Na última segunda-feira, o PSD de Contagem fez um movimento confuso e estabanado, invertendo a ordem da sua chapa. Irineu que era o candidato a prefeito, virou o vice; Rodinei que era o vice, virou o candidato a prefeito.

A inversão dos candidatos remontou em Contagem a uma trama rocambolesca tão estranha quanto a que aconteceu em Belo Horizonte. Lá, o prefeito Márcio Lacerda retirou o apoio ao seu próprio candidato, o economista Paulo Brant, para apoiar e indicar o vice de Délio Malheiros (PSD), seu vice na prefeitura, contra quem, nas últimas semanas, fez todo o possível para retirá-lo da disputa.

Em Contagem, também, pode ter sido o isolamento político de Irineu que ocasionou a inversão da chapa, tendo em vista uma possível coligação com Jander Filaretti, do PMDB, também encolhido na articulação com outros partidos.

Irineu seria o vice de Jander; o contrário também foi cogitado.

Faltou o acerto com, e entre os padrinhos das candidaturas: Marília Campos e Newton Cardoso.

Para Marília, o nome indicado por ela deve encabeçar a chapa. Newton Cardoso pensa inversamente igual: o nome indicado por ele é que deve encabeçar a chapa.

Argumenta-se daqui, contrapõe-se acolá, e nada de acordo. Nem Newton arreda o pé, tampouco Marília.  

Em meio ao impasse, só Irineu se decidiu. Isolado, comunicou à Marília que, assim, sozinho, não seria candidato.  

Sem acordo e sem rumo, surge a idéia da inversão dos postos. Entretanto, Rodinei nunca almejou tal cargo. Há algumas semanas, por exemplo, a apoiadores que lhe sugeriram encabeçar a chapa, foi enfático: “Não há possibilidades, não me preparei e não estou preparado para isso”.

Mesmo assim, ficou acertada a inversão, conforme nota publicada nas redes sociais, tanto no perfil de Irineu, quanto no perfil de Rodinei, e a declaração desse último na sessão de terça-feira (9) da Câmara Municipal.

Esse folhetim confuso colou em outro personagem, ainda que alheio a tudo isso, um sorriso triunfal de canto de boca: o vereador José de Souza (PT). Nem notícia fúnebre lhe retira isso.





4 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. "Rodinei nunca almejou tal cargo"? Está mal informado(a)... Veja o seguinte vídeo do dia 24/11/2015 a partir de 02:05:30 (https://www.youtube.com/watch?v=Xw6b-LFuN2c).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rodinei lançou-se candidato pelo PT para fazer pressão interna no partido. Não era séria a proposta; era jogo de cena.

      Excluir
    2. Registre: Rodinei é um grande quadro político da cidade. Precisa, porém, de maior independência política para alçar os vôos que verdadeiramente quiser.

      Excluir

Quem perde, perde.

O vereador Daniel Carvalho (PV) se reelegeu para a presidência da Câmara Municipal de Contagem, na última terça-feira (27). Na com...